Domingo, 27 de Julho de 2008

Aprender com os erros do passado

Na página da TSF está a notícia de que "Madrid quer criar armada internacional para combater piratas da Somália" e mais à frente acrescenta "Carmen Chacón sublinhou que Madrid está disponível para integrar uma armada internacional o mais depressa possível, porque os navios de pesca espanhóis vão habitualmente para a região da Somália, em busca de pescado, onde enfrentam dificuldades devido às incursões violentas dos piratas do Século XXI".

Se bem me lembro, em tempos os espanhóis tiveram uma armada, à qual chamaram invencível que, por acaso, levou poucas e boas de um corsário (nome chique para pirata) chamado Francis Drake e teve de fugir com o rabinho entre as pernas.

Talvez seja uma boa altura para mudarem de estratégia e porem a ideia das armadas de lado.

publicado por bonecatenebrosa às 16:10
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Domingo, 22 de Julho de 2007

Sevilhanas Vs Fandango

Há poucos dias o Senhor José Saramago disse sabiamente que Portugal devia ser integrado na Espanha e formar um novo país, cujo nome seria Ibéria. Esta é, sem dúvida, a ideia mais patriótica que alguém podia ter.

Cada vez gosto mais deste homem! Gosto das ideias dele e gostei quando li o Memorial do Convento, depois o Ensaio Sobre a Cegueira, O Evangelho Segundo Jesus Cristo, As Intermitências da Morte, O Homem Duplicado e Todos os Nomes. O Ano da Morte de Ricardo Reis é que me está a custar um pouco mais, mas hei-de lá chegar, com tempo, porque as coisas boas devem ser saboreadas.

Essa seria, de facto, a melhor maneira de fazer Portugal sair do buraco. E a este propósito, lembrei-me agora de há algum tempo ter lido a seguinte frase: "só quando batemos no fundo é que percebemos que o fundo pode descer mais um bocadinho". É isto que eu vejo acontecer neste nosso país à beira mar plantado.

Vejo gente criticá-lo por ser anti-patriótico e por estar a servir os interesses dos espanhóis. Não concordo. Aliás, o problema é precisamente ele estar a ser excessivamente patriótico e a servir apenas os interesses dos portugueses. Sejamos realistas, a ideia do Senhor Saramago só é difícil de aplicar porque teríamos de convencer os espanhóis a quererem Portugal e os espanhóis, felizmente para eles, têm juízo. Qualquer pessoa consegue ver que integrar Portugal é um mau negócio, principalmente porque a ilha da Madeira (e, consequentemente, o sr. Alberto João Jardim) faria parte do pacote. Se os espanhóis falassem português, ao ouvir a sugestão do Senhor Saramago, diriam algo do estilo "chiça penico!!!".

publicado por bonecatenebrosa às 14:21
link do post | comentar | favorito

.Eu, eu e mais eu

.Perdidos e achados

 

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
16
20
22
25
26
29
30

.Posts saídos do forno

. Aprender com os erros do ...

. Sevilhanas Vs Fandango

.Posts já maduros

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds

.Para onde vos mando