Quinta-feira, 10 de Julho de 2008

Eu sou muito à frente!

Não é que ando com os dias trocados e ia pôr a 6.ª sobrenatural hoje, que ainda é 5.ª? Queriam, não queriam? Mas felizmente lembrei-me a tempo e só mesmo amanhã é que há 6.ª sobrenatural.

Entretanto, reparei que uma das questões do Sapo era sobre o que nós achávamos do estado da nação. Quando tentei votar em "mau" o sapo não registou o meu voto. É ou não é censura? Depois venham-me falar das eleições no Zimbabué!

Ah, e a propósito de censura, a Fátima Lopes, o respectivo programa e a produção da SIC vão ser processados pelo pai biológico da Esmeralda por, entre outras coisas, serem parciais e andarem a achincalhar o homem num programa que apesar de ser de entretenimento, supostamente também é de informação.

A Fátima defende-se dizendo que não tem carteira de jornalista (algo que já todos tínhamos percebido) e que tem o direito de exprimir a sua opinião. Agora que ela abriu o precedente, todos temos o direito de achincalhar a Fátima. Só estamos a exprimir a nossa opinião, aquela coisa da difamação que vem no Código Penal não existe porque é só uma expressão de opinião.

De qualquer modo, no lugar do sr. Baltazar e respectivos advogados, eu não levava a Fátima e respectivo programa tão a sério. Provavelmente já repararam que quase todas as pessoas que vão ao programa dela sabem onde está a Maddie e a Joana, de tal forma que até admira ainda ninguém ter encontrado as miúdas. Cada um dá ao programa e respectivos convidados a credibilidade que quer mas eu, que secretamente sei ler a verdade nas expressões faciais de cada um, olho para a Fátima e respectivos convidados e vejo que são só pessoas que querem algum protagonismo sem entenderem grande coisa sobre aquilo de que falam. Mas isto sou só eu a expressar a minha opinião livremente. 

publicado por bonecatenebrosa às 12:17
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 11 de Setembro de 2007

É aproveitar enquanto se pode

Diz assim uma notícia do sapo: "Comissário europeu quer bloquear pesquisas na net. O comissário europeu da justiça e segurança quer impedir que os motores de busca da internet possam procurar palavras como bomba, genocídio ou terrorismo. Manuel Lopes da Rocha, especialista em Direito da Internet, diz que esta é uma medida grave e limitadora."

Bom, nada como um bocadinho de censura para defender princípios democráticos... O comissário europeu deve ter pensado "Ah! Malditos sejam esses terroristas que nos querem, à lei da bomba, impor o seu modo de vida retrógrado e pouco civilizado! Difundem o terror entre o povo e mantêm-no na ignorância para mais facilmente afirmarem os seus ideais e recrutarem simpatizantes. Vamos limitar-lhes o acesso à internet para que eles não possam obter informação relevante sobre a sua própria actividade. Se, pelo caminho, tivermos nós próprios de limitar o acesso da população à informação para afirmarmos os nossos princípios e ideais desenvolvidos, so be it"! 

Um bocadinho hipócrita, não? Não sei porquê, mas tenho a impressão que antes da internet existir, já havia gente capaz de fazer bombas. Também tenho a impressão que já existia terrorismo e já se faziam genocídios antes de existir internet, ou mesmo computadores. Esta medida, resultado de uma inteligência duvidosa, a ser posta em prática vai dificultar a vida de muita gente que, não sendo terrorista, precisa de recolher informação na internet sobre alguns destes temas. Estou a pensar, por exemplo, em estudantes, jornalistas, tradutores, historiadores, sociólogos, etc. No fundo, acho que é uma medida que dificulta a vida a toda a gente, menos aos próprios terroristas.

Por via das dúvidas, e antes que a censura seja posta em prática, vou aproveitar para, por um dia, mudar o slogan "medo, terror, escuridão" para "bomba, terrorismo, genocídio". Se amanhã não postar nada neste blog, é porque de uma forma muito democrática, os americanos devem ter-me vindo buscar e a esta altura já devo estar em Guantanamo...

publicado por bonecatenebrosa às 16:08
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 25 de Maio de 2007

A censura e o risco calculado

Hoje decidi ter um comportamento de risco, uma atitude verdadeiramente radical. Após muita deliberação, concluí que deveria partilhar convosco uma imagem que me enviaram daquela que poderia ser a prova de inglês técnico do nosso Primeiro Ministro na Independente. Cá vai:

É claro que assim que assumi esta opção arriscada, pensei "Será que vou ser demitida por causa disto? Afinal de contas, o Mário Lino é capaz de se chatear por eu estar a gozar com o Sócrates...", mas logo em seguida lembrei-me que não estou em vias de perder grande coisa. Este acaba por ser um risco calculado se eu pensar bem na minha situação profissional: o pior que me pode acontecer é perder um trabalho onde as condições que dão aos profissionais são praticamente nulas e aquilo que se ganha não chega sequer aos calcanhares do subsídio de desemprego. E, assim sendo, o Sócrates que tome lá com mais esta. De qualquer modo, nada disto é tão mau como a figura que o Mário Lino e o Almeida Santos fizeram ao falar do aeroporto da OTA. É que é uma asneira atrás da outra, é cada tiro cada melro, cada pardal cada minhoca!

publicado por bonecatenebrosa às 23:35
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Maio de 2007

Coisas fora de ordem

Felizmente a língua portuguesa permite-nos pequenos trocadilhos através destas palavras com múltiplos significados.

Hoje ao almoço, deparei-me com cerca de 6 indivíduos que fizeram questão de afirmar alto e a bom som que eram engenheiros. Pergunto eu: onde arranjaram o diploma? Estão inscritos na Ordem? Não cheguei a saber mas, o que é facto, é que quando na TV informaram que uma plataforma do eixo Norte-Sul tinha caído, nenhum deles me pareceu particularmente surpreendido com o sucedido. Eles lá sabem o que eles e os seus colegas fazem...

Mas talvez esta fosse uma boa oportunidade para perguntar se o engenheiro que planeou aquela obra tem um diploma da Independente e se está inscrito na Ordem. O cúmulo dos cúmulos era aquela plataforma ter sido projectada pelo Mário Lino!

E nem de propósito, aproveitando o facto de um funcionário da DREN ter sido demitido após ter feito uma piada em relação à licenciatura do Sócrates, não deveria também o Mário ser demitido, apenas por uma questão de igualdade de critérios. Obviamente, a demissão deste trabalhador resultou somente de politiquices mesquinhas, mas é uma clara evidência de como funciona a censura, principalmente se pensarmos que a conduta de outros profissionais é bem pior e não é alvo de qualquer acção disciplinar.

E já que estou a falar de censura, li algures que os governos estão a exercer maior controlo sobre a informação, principalmente aquela que é divulgada na internet. Acontece que eu tenho uma grande simpatia pelo meu blog (ou não fosse ele meu) e não gostava de o ver censurado. Como tal, e como todos somos corruptíveis (o que varia é o preço), eu aviso desde já que, por uma módica quantia, estou disposta a usar o meu blog para divulgar e manipular informação da forma que os governos acharem mais conveniente. Sempre quis servir o meu país!

publicado por bonecatenebrosa às 14:41
link do post | comentar | favorito

.Eu, eu e mais eu

.Perdidos e achados

 

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
16
20
22
25
26
29
30

.Posts saídos do forno

. Eu sou muito à frente!

. É aproveitar enquanto se ...

. A censura e o risco calcu...

. Coisas fora de ordem

.Posts já maduros

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds

.Para onde vos mando