Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008

6.ª Sobrenatural - "Magia para casar com um rapaz rico"

"Durante a Semana Santa, não mudar de calça, dormindo com a mesma, desde Domingo de Ramos até Sábado de Aleluia. No Sábado de Aleluia, antes do sol nascer, tirar a calça, urinar nela, escondendo-a debaixo do colchão. No dia seguinte, Domingo da Ressureição, ir à primeira missa, vestindo essa calça. Na noite de domingo, antes de deitar-se fazer um embrulho composto da calça, 3 moedas de um valor qualquer, contando que chegue a um cruzeiro, com uma estrela do mar e pedra. Isso tudo coserá dentro de um pequeno saco em lugar que ninguém veja. Numa noite de lua nova, atirá-la ao mar, pensando no rapaz com quem quer casar dizendo:

Fulano, tu ficas amarrado,

E nestas águas do mar molhado.

Até comigo estares casado.

Se não houver resultado no correr do ano, renovar a mágica com o mesmo ou outro qualquer rapaz rico".

 

Antigo Livro de São Cipriano - O gigante e verdadeiro capa de aço

N. A. Molina

 

Agora um pequeno apontamento: Mais vale ficar pobre do que andar a fazer esta badalhoquice porque, a bem da verdade, não me admirava que alguém acabasse por casar com quem fizesse isto só para que o mau cheiro não se repetisse todos os anos.

publicado por bonecatenebrosa às 22:52
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 21 de Outubro de 2008

Cada um sabe de si

A propósito do novo regime jurídico para o divórcio que foi promulgado pelo nosso presidente (não, não precisamos de mais comunicados, fica sossegadito faz favor), lembro-me de há pouco tempo ouvir o professor Marcelo falar dos inconvenientes que este novo regime levantava e fazia a comparação com os contratos de trabalho, dizendo que em breve os contratos de trabalho teriam mais estabilidade e garantias que os casamentos.

Como eu falo tanto como o professor Marcelo e, às vezes, tenho a nítida sensação de que entendo mais do que falo do que ele (embora não seja tão rápida a ler enciclopédias), dei por mim a pensar se a crítica dele representaria de facto um inconveniente.

Primeiro, só mesmo no planeta dele é que os contratos de trabalho são estáveis e com garantias. Depois porque, a meu ver, faz todo o sentido que um contrato de trabalho seja mais estável e dê mais garantias que um casamento. A nossa sociedade vem progressivamente a enaltecer os casamentos por amor, talvez porque fique mal admitir quando um casamento é de conveniência. Ora, o amor é uma emoção e, consequentemente, está sujeito a alguma instabilidade, o que faz com que o casamento seja automaticamente uma instituição instável. A prova disso é que, independentemente de o divórcio ser um processo fácil ou difícil, há cada vez mais gente a divorciar-se.

Por outro lado, as pessoas dependem do seu trabalho para ter casa, comida e, de um modo geral, dinheiro. Logo, as pessoas dependem do trabalho para sobreviverem, mas não dependem do casamento para sobreviverem. Aliás, o nosso presidente salienta que o novo regime jurídico do divórcio vai agravar vulnerabilidades, principalmente de mulheres e filhos menores, mas se essas mulheres tivessem estabilidade, direitos e garantias no mercado de trabalho, possivelmente não estariam dependentes de maus casamentos para sobreviverem.

Conclusão: Aumentem a estabilidade e garantias do mercado de trabalho para que cada um possa estar casado ou divorciado conforme seja o seu desejo, sem que isso prejudique ninguém. E assim ainda beneficiam os solteiros e os viúvos!

Ah, e para que vejam como eu sou um espectáculo, capaz de juntar dois temas polémicos num só post, reparem nisto: para aqueles que forem homofóbicos, talvez seja uma boa altura para defenderem o casamento de homossexuais. É que se o casamento está pelas ruas da amargura, deixar os homossexuais casarem-se pode ser o pior que lhes pode acontecer. Viram? Casamento, divórcio, homossexualidade... só falta mesmo uma catástrofe natural ou uma invasão extraterrestre!

publicado por bonecatenebrosa às 13:48
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Domingo, 21 de Outubro de 2007

Passa cá por casa, mas só de 3 em 3 anos

O Monsenhor Luciano Guerra, sacerdote da igreja católica, disse recentemente que em determinadas circunstâncias o divórcio era aceitável. Homem progressista! Assim mesmo é que se fala. Aliás, já pensaram bem na quantidade de problemas que um homem corajoso como ele pode arranjar na hierarquia da igreja por dizer uma heresia destas. Caramba, é preciso tê-los no sítio...

A seguir exemplificou que uma dessa situações era quando uma mulher é vítima de violência doméstica todos os dias. E sublinha "todos os dias". Sim, porque depois acrescentou que, se só levasse um murro de 3 em 3 anos, se calhar não se justificava pedir o divórcio. Desculpem lá, eu não quero chatear ninguém com picuinhices, mas gostava que o senhor fosse um bocadinho mais específico. E se for um estalo de mão aberta uma vez por mês? E se for um pontapé nos rins de 5 em 5 anos? E se for um puxão de cabelos semanal? E se, uma vez na vida, num momento de loucura, tentar matá-la à machadada? E se for ao contrário e for a mulher a dar um murro ao marido de 3 em 3 anos?

Convém definir estas coisas. Se sabemos que, por vezes, os casamentos falham por falta de comunicação, vamos comunicar agora para que um dia o sagrado matrimónio não falhe por falta de porrada.

Agora lembrei-me que como os padres não casam, não podem desfrutar dessa maravilha que é o espancamento. Se fizerem muita questão, eu não me importo que venham cá a casa de 3 em 3 anos para eu os esmurrar. Seria para mim um martírio, mas como o martírio também é enaltecido pela igreja católica, ao menos assim a minha entrada no reino dos céus estaria garantida. Aleluia!

publicado por bonecatenebrosa às 15:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.Eu, eu e mais eu

.Perdidos e achados

 

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
16
20
22
25
26
29
30

.Posts saídos do forno

. 6.ª Sobrenatural - "Magia...

. Cada um sabe de si

. Passa cá por casa, mas só...

.Posts já maduros

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds

.Para onde vos mando