Sexta-feira, 18 de Maio de 2007

Práticas sexuais "aberrantes"

Antes de mais nada, para aqueles de vós que são tarados e vieram ler o post pensando que tinha fotografias, tirem daí a ideia porque não vão ver nada. Resta-vos irem embora ou dedicarem algum tempo à leitura sem imagens.

Não pude deixar de reparar a propósito do rapto da Madeleine, que duas das teorias que por aí circulam dizem que os pais drogavam as crianças para poderem praticar swing, tendo sido eventuais parceiros do casal a raptar a miúda e que o Robert Murat, aparentemente envolvido no rapto, teria relações sexuais com animais que depois matava.

Por muito interessante que tudo isto seja, por si só, não quer dizer absolutamente nada. Se os pais drogavam os filhos, são culpados apenas disso. Que eu saiba, o swing não é crime e não está directamente associado ao rapto de crianças. Quanto ao Robert ter sexo com animais, também só significa que tinha um comportamento sexual fora do comum que envolvia animais, e não necessariamente crianças. Logo, embora eu lamente o azar da bicharada, acho nada disto prova o que quer que seja na questão do rapto.

Em última instância, podemos até questionar o que é um comportamento sexual normal e o que é um comportamento sexual aberrante. Freud diria que a única aberração sexual é a abstinência e, também aqui, cada cabeça sua sentença.

Acredito que a polícia tenha mais informações que não manda cá para fora e acho que faz muito bem. Ainda na linha dos ditados populares, quem conta um conto acrescenta-lhe um ponto e a população em desespero adora histórias de ficção.

publicado por bonecatenebrosa às 14:38
link do post | comentar | favorito
Domingo, 29 de Abril de 2007

Um verdadeiro derby

Esqueçam tudo o que pensam que sabem sobre as novelas da vida real. Esqueçam o que pensam que sabem sobre as novelas da ficção. Esqueçam o Boavista-Porto ou o Benfica-Sporting. Um derby verdadeiramente emocionante é transmitido na SIC, aos Sábados das 12 às 13 horas, e chama-se Big Cat Diaries.

É um programa sobre grandes felinos (ou gatinhos grandes como eu prefiro chamar) em que o Jonathan, a Seba e o Simon acompanham as vidas de chitas, leopardos e leões. O episódio de ontem foi particularmente interessante porque dois babuínos dos infernos estavam a tentar apanhar uma chita bebé, enquanto a mãe dela a tentava proteger.

Para terem uma ideia melhor daquilo que estou a falar, eu explico. Isto são chitas bebés:

  

Como vêem são amorosas, têm olhinhos meigos, pelinho fofo e dá vontade de as agarrar e enchê-las de mimos. Em compensação, isto é um babuíno do demónio:

  

Não é particularmente simpático e, apesar de eu achar que devemos proteger os animais de uma maneira geral e, em particular, os que estão em vias de extinção, se eu visse isto a atacar uma chita e tivesse uma pedra, arma de dardos tranquilizantes ou, à falta de melhor, uma espingarda, não pensava duas vezes.

O que torna o documentário tão interessante, para além das imagens, é o envolvimento dos narradores. Neste caso, o Jonathan estava nitidamente em sofrimento e penso que ele só não fez aquilo que eu faria porque estava a ser filmado.

De qualquer modo, ainda não sei se a chita bebé consegue escapar ou não, mas irei ficar esclarecida no próximo episódio. Isto sim, é emoção pura!

tags: ,
publicado por bonecatenebrosa às 13:39
link do post | comentar | favorito

.Eu, eu e mais eu

.Perdidos e achados

 

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
16
20
22
25
26
29
30

.Posts saídos do forno

. Práticas sexuais "aberran...

. Um verdadeiro derby

.Posts já maduros

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds

.Visitas

Counter
Free Counter

.Agora estão cá quantos?

online

.Eu vim de longe...

.Para onde vos mando