Domingo, 30 de Dezembro de 2007

Como é bom ficar à porta... com o Clive Owen

Finalmente percebi por que motivo a "Porta 65" tem este nome. Para aqueles que não sabem, "Porta 65" é o nome do novo sistema de "incentivo" à habitação jovem mas, o que se tem verificado, é que o preço máximo que os imóveis para arrendamento podem ter em termos de candidaturas a este programa, não é compatível com os preços existentes no mercado que são muito superiores ao aceitável.

Moral da história, o sistema de "incentivos", incentiva a permanência em casa dos pais ou a célebre e tradicional técnica do "viver debaixo da ponte". O nome "Porta 65" deve-se, provavelmente, à forte possibilidade dos jovens ficarem à porta até atingirem os 65 anos, altura em que morrem em situação de indigência, permitindo ao estado poupar milhões em reformas.

Em alternativa, quando um "jovem" tiver 65 anos, a probabilidade de os seus pais já terem morrido aumenta, pelo que este pode finalmente passar a ombreira da porta e assumir a casa como sua, por herança.

 

Bom, aproveito já para deixar aqui o meu desejo para o ano novo. Estou-me borrifando para a paz no mundo, a fome em África, a cura da sida e o buraco na camada de ozono. O que eu quero mesmo é que o governo português actual caia e que o próximo governo adopte políticas de jeito. No entanto, acho que é mais fácil algum extraterrestre chegar à Terra atravessando o buraco na camada de ozono, distribuindo gratuitamente a cura para a sida, mandando comida para África e alcançando a paz entre os povos. E já agora, se o extraterrestre me trouxer o Clive Owen, fico-lhe eternamente grata...

Felizmente ainda não se paga imposto para olhar!

publicado por bonecatenebrosa às 14:10
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2007

6.ª Sobrenatural - "A maldição dos faraós"

"No ano de 1352 a.C., no Egipto, teve lugar a morte de um faraó de apenas 18 anos, Tutankhamon. O seu corpo mumificado foi colocado num túmulo em Luxor , rodeado por espantosos tesouros. Os sumos sacerdotes teceram sortilégios para o proteger para sempre, inscrevendo um aviso nas pedras do túmulo: «A morte irá ao encontro dos que perturbarem o sono dos faraós.»

Uma expedição dirigida pelo arqueólogo Howard Carter e pelo egiptólogo Lorde Carnaveron penetrou no túmulo em 1923. Tinham ambos conhecimento da maldição que protegera tão eficientemente as jóias e relíquias do túmulo contra os ladrões. Lorde Carnaveron chegara até ao extremo de consultar um místico e vários médiuns antes de partir de Inglaterra, e todos eles o aconselharam a não abrir o túmulo.

Lorde Carnaveron morria menos de dois meses depois, com 57 anos de idade, com o rosto marcado por cicatrizes, por ter sido picado por um mosquito infectado. No momento da sua morte, que teve lugar no Hotel Continental, no Cairo, no dia 5 de Abril de 1923, a electricidade da cidade falhou. Simultaneamente, na sua casa de Inglaterra, um cão fiel começou a uivar e morreu.

Dois dias depois, quando examinavam o corpo de Tutankhamon, descobriram-lhe na face esquerda uma marca idêntica à de Lorde Carnaveron .

Contudo, tudo isto teria sido considerado uma coincidência se não se tivesse verificado uma cadeia de mortes misteriosas. O arqueólogo Arthur Mace, outro membro da expedição, entrou em coma no Hotel Continental e acabou por morrer sem que os médicos tivessem sido capazes de diagnosticar a sua doença.

George Gould , um amigo íntimo de Lorde Carnaveron , deslocou-se ao Egipto, espreitou o túmulo... e morreu dois dias depois.

O radiologista Arquibald Reid , que examinara o corpo do faraó, morreu pouco depois de se queixar de cansaço, tal como aconteceu com o secretário pessoal de Carnaveron , Richard Bethel . A lista de casualidades, tanto na expedição como nos que estavam com ela relacionados, aumentou de uma maneira alarmante. Em 1936 já cerca de 33 pessoas tinham morrido repentinamente, incluindo o meio-irmão de Carnaveron , que cometeu suicídio durante um período de loucura temporária.

Mohammed Ibrahim , director das antiguidades do Egipto, foi atropelado e morreu em 1966, logo depois do governo ter concordado em enviar os tesouros do túmulo para Paris, para uma exposição.

Em 1969, Richard Adamson era o único membro sobrevivente da expedição de 1923 Howard Carter morrera de causas naturais em 1939). Continuava a dizer que a maldição não passava de conversa fiada... mas mudou de opinião quando a sua esposa morreu um dia após ter denunciado publicamente a maldição, e do seu filho partir a espinha pouco depois de Adamson a ter ridicularizado pela segunda vez.

Ken Parkinson, o engenheiro de voo, sofreu todos os anos um ataque de coração no aniversário do voo ao Egipto, até ao ataque fatal em 1978. O tenente-piloto Rick Laurie morrera de um ataque de coração dois anos antes. Outro membro da tripulação perdeu a casa num incêndio, um segundo sofreu dois ataques de coração e um terceiro deixou a RAF por causa das suas doenças.

Já em 1992, a equipa de um documentário da BBC que fez filmagens no interior do túmulo foi atingida por todo um catálogo de desgraças. Dois dos seus membros morreram quando o elevador do hotel se esmagou no solo de uma altura de 21 andares. Durante as filmagens, as luzes fundiram-se no interior do túmulo, deixando a aterrorizada equipa na escuridão. Depois de terem reconstituído um ritual pretensamente destinado a despertar os mortos, levantou-se uma tempestade de areia que os deixou a todos com conjuntivites.

Em 1949, o cientista Louis Bulgarini escreveu: «É definitivamente possível que os antigos egípcios utilizassem radiações atómicas para protecção dos seus lugares sagrados. Os pavimentos dos túmulos podem ter sido cobertos com urânio, ou terem sido acabados com rochas radioactivas. No Egipto eram extraídas rochas contendo ouro e urânio e uma tal radiação ainda hoje poderia matar um homem.»

A sua teoria teve uma confirmação em 1991 quando o cientista egípcio Sayedd Mohammed Thebat , da Universidade do Cairo, visitou as múmias de um museu levando consigo um contador Geiger . Afirmou: «Podemos ter descoberto finalmente as causas para as mortes inexplicáveis de tantas pessoas que foram as primeiras a penetrar em túmulos que ainda se encontravam encerrados.»".

 

Karen Farrington

História do sobrenatural

 

Nunca ouvi dizer que a radioactividade fosse responsável por picadas de mosquitos, pela morte das esposas das pessoas expostas e por os filhos partirem a espinha. Também não me lembro de situações em que as pessoas expostas a radioactividade façam cair elevadores ou causem tempestades de areia, mas tudo bem. Sim, eu acredito na maldição do faraó, porque perdi o texto da primeira vez que o escrevi aqui e tive de o escrever todo de novo!

De qualquer modo, está explicado porque é que os americanos não querem que se faça enriquecimento de urânio no Irão. É para quando invadirem aquele território à procura de petróleo armas de destruição em massa, não serem atingidos por "maldições".

publicado por bonecatenebrosa às 20:49
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2007

Espelho, espelho meu, existe no mundo aumento mamário mais evidente que o da Luciana Abreu?

De um modo geral, não tenho nada contra cirurgias plásticas realizadas para fins estéticos, desde que as pessoas fiquem mais bonitas depois de as fazerem. É o mínimo que se pode pedir, tendo em conta que o objectivo da cirurgia é estético.

É claro que os critérios de beleza variam, mas na minha opinião, dois dos aspectos indispensáveis são que a pessoa continue a parecer humana e que o resultado seja o mais natural possível. Ou seja, ficar igual ao Michael Jackson está fora de questão.

Eis senão quando ao ver a Luciana Abreu no Dança Comigo especial, não pude evitar o pensamento: "a rapariga dizia que era pobre em ouro e rica em sonhos, mas esqueceu-se de dizer que também é rica em silicone"! Admito que, a determinado momento da dança, pensei que as mamas dela se iam separar do corpo e continuar a dançar sozinhas... Irra!

Ah, a propósito, se alguém for ver o filme Call Girl e conseguir abstrair-se da Soraia Chaves nua, depois pode vir aqui ao blog partilhar a história do filme, porque tenho a impressão que muito boa gente vai sair da sala de cinema a pensar: "afinal o filme era sobre o quê?".

publicado por bonecatenebrosa às 13:41
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Terça-feira, 25 de Dezembro de 2007

Coisas sem importância

Segundo o Sapo, "o Cardeal Patriarca de Lisboa, José Policarpo, afirmou hoje, na homilia de Natal, que o afastamento de Deus, ou o seu esquecimento e negação, constituem «o maior drama da humanidade»".

Não querendo desviar a atenção para assuntos menores, parece-me que a pedofilia na igreja talvez seja mais preocupante. Mas, como tanta coisa na vida, isso é só uma questão de perspectiva. Para o Cardeal Patriarca de Lisboa, essas histórias podem ser o pão nosso de cada dia...

publicado por bonecatenebrosa às 14:04
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 24 de Dezembro de 2007

Já falta pouco

Hoje é véspera de natal. Finalmente!

Isto quer dizer que, com sorte, a partir de amanhã, acaba-se a corrida aos centros comerciais, a guerra nos supermercados pela comida tradicional (onde eu vivo, duas velhotas iam-se matando para ver qual delas ficava com o último borrego, mas tudo dentro do espírito da época), os filmes da tanga na TV generalista, as galas de beneficência, os sujeitinhos mascarados de pai natal, duendes e renas, os cânticos irritantes e a pedinchice pelas ruas (porque as pessoas acham, numa perspectiva um bocado hipócrita, que devem ser solidárias no natal mesmo que se estejam cagando no resto do ano, e as instituições de solidariedade aproveitam).

Mesmo assim, tudo isto seria tolerável se não houvesse sempre alguém a vir falar nos meios de comunicação social da importância de nos lembrarmos do que verdadeiramente representa o natal, de como é uma época de paz e amor em que se deve estar com a família, enquanto se critica o consumismo desenfreado. Aqui fica um recado: caríssimos amigos, o natal é mais um dia no calendário. Se durante o resto do ano vocês forem uns capitalistas que se estão borrifando para as vossas famílias e só se lembrarem disso no dia de natal, desculpem lá mas as boas intenções já chegam um bocado tarde.

De resto, depois só falta aturar o chinfrim dos fogos de artifício na passagem de ano e, daí até ao carnaval, ainda dá para ter um mês de sossego. Que alívio...

tags:
publicado por bonecatenebrosa às 16:06
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Domingo, 23 de Dezembro de 2007

Eu no meu vestidinho preto

Durante a última semana, este modesto blog atingiu os 10000 visitantes. Para agradecer e premiar todos eles e, em particular aqueles que contribuíram com os seus comentários, decidi deixar-vos umas fotos minhas, com o meu vestidinho preto super-fashion e os meus cachinhos ruivos:

Cá estou eu.

Hei! Larga-me, eu sei que sou "uma gracinha", mas agora larga-me. Olha bem o que eu te faço se não me largares:

 

Podes fugir, mas não te podes esconder, ahahahahahahah (riso maquiavélico)

E sim, não contente, vou mesmo explodir com a tua casa! Eheh, o teu bairro vai parecer um mercado iraquiano durante um atentado bombista.

Isto é que é ter estilo quando se espalha "medo, terror e escuridão"... 

 

PS - Aproveito mais uma vez para prestar a minha homenagem às revistinhas da Turma da Mónica, onde a história da boneca tenebrosa estava inserida.

publicado por bonecatenebrosa às 14:09
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sábado, 22 de Dezembro de 2007

A maldição do governo

Na sequência do post de ontem sobre navios malditos, e para responder à questão que deixei no final do post, reparem na maldição que recaiu sobre o nosso governo:

http://www.youtube.com/watch?v=idHk1RoZ5v4

Sim, foram amaldiçoados com um chefe de governo que não sabe falar inglês, provocando gargalhadas no público presente (embora aqui também gostasse de ver qualquer um deles a tentar falar correctamente português).

Desconfio que, apesar de tudo, a prova de inglês técnico feita pelo Sócrates, que re-publico em seguida, deve ter sido demasiado difícil para ele:

publicado por bonecatenebrosa às 11:33
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007

6.ª Sobrenatural - "Os navios malditos"

"Considerado como o maior navio da sua época, o vapor Great Eastern, desenhado e construído por Isambard Kingdom Brunel, prometia grandes riquezas e prestígio aos seus proprietários... mas só lhes trouxe infelicidades e catástrofes.

Brunel tinha razões para estar orgulhoso do seu navio e do seu desenho. Tinha um casco duplo com 211 metros de comprimento. As folhas de metal estavam separadas por compartimentos, pelo que se se abrisse um rombo, só uma secção se inundaria e o navio continuaria a flutuar.

A construção do Great Eastern demorou 4 anos e não correu bem. Os proprietários originais ficaram sem dinheiro e venderam o projecto, mas o vapor a rodas acabou finalmente por ser lançado à água em 31 de Janeiro de 1858. Contudo, Brunel nunca viu o seu navio em actividade. Sofreu uma trombose na véspera da primeira saída para o mar e morreu uma semana mais tarde.

Não muito depois, uma das suas chaminés explodiu quando uma válvula foi deixada fechada por acidente, escaldando 5 homens e destruindo o Grade Salão. Mais tarde, um sexto homem morreu numa das rodas de pás. Três meses depois, o comandante, o timoneiro e outro tripulante morreram afogados perto do navio quando ainda se encontravam num escaler.

A caminho da Grã-Bretanha, o vapor chocou com um barco mais pequeno, afogando dois dos seus tripulantes. A operação do navio já envolvia custos insuportáveis pelo que acabou por ser vendido para a sucata.

Quando o casco foi desmantelado, descobriram-se no seu interior os esqueletos de um homem e de um rapaz jovem. Um rebitador e um seu aprendiz haviam desaparecido durante a construção do navio, mas os proprietários pensaram que os mesmos se tinham ido embora, em busca de trabalho em qualquer outro lado. Quem poderia ficar surpreendido se os dois mortos procurassem vingar-se da sua morte cruel, lançando uma maldição sobre o navio que transportava os seus cadáveres?"

 

Karen Farrington

História do sobrenatural

 

Questão: Quem poderia ficar surpreendido se dois ou mais desempregados ou trabalhadores precários procurassem vingar-se da sua condição paupérrima, lançando uma maldição sobre o governo responsável pela sua vida miserável?

Não percam, no próximo post, a publicar amanhã, a maldição que recaiu sobre o chefe do governo português...

publicado por bonecatenebrosa às 15:29
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2007

Por cá não falta nada

Ao que parece, Portugal vai oferecer 3 milhões de dólares à Guiné para ajudar no combate ao narcotráfico.

De facto, bem me parecia que, cá por Portugal, tínhamos dinheiro a mais e fazia falta gastá-lo nalguma coisa sem a mínima utilidade para quem cá vive. Além disso, como nós já erradicámos o narcotráfico do nosso país, faz todo o sentido gastar recursos a combatê-lo noutros países...

Somos mesmo muito bons, viva nós!

publicado por bonecatenebrosa às 20:29
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007

Ao menos não me chateiam...

Dizem nas notícias do Sapo que um medicamento para deixar de fumar pode causar ideias suicídas.

Tendo em conta que fumar é um suicídio/homicídio lento, não há grande diferença para os fumadores que, de qualquer modo, já se estavam a suicidar. Mas, ao menos, deixam de pôr os outros em risco. As eventuais vítimas de homicídio notam a diferença e agradecem!

 

publicado por bonecatenebrosa às 19:42
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2007

6.ª Sobrenatural - "Exorcismo"

"Durante séculos prevaleceu a noção do exorcismo dos diabos que habitam nos humanos. Algumas escrituras sugerem que Jesus era um exorcista. De acordo com S. Marcos 1, 32-34, «Ao cair da tarde, quando o sol se pôs, trouxeram-lhe todos os enfermos e possessos, e a cidade inteira estava reunida junto à porta. Curou muitos enfermos atormentados por diversos males e expulsou muitos demónios.»

A partir de 1614, a Igreja Católica Romana passou a ter um ritual formal de exorcismo, o Rituale Romanum. Eram os tempos em que a sineta de uma igreja era usada como cálice para administrar uma «santa poção» de xerez, óleo e ervas. A relíquia de um santo podia ser metida à força na boca do «possuído» e o facto deste se debater era tomada como mais uma prova de que existiam demónios no seu interior.

Todavia, este processo não se restringia apenas à Igreja Católica. A fé Judaica e a Igreja Protestante também têm uma história de exorcismos, bem como a nova vaga de Igrejas Carismáticas e os ministérios de «libertação» a elas associados. Contudo, muitas das pessoas exorcizadas ao longo dos séculos estavam na verdade a sofrer de enfermidades físicas ou psicológicas.

Nos nossos dias, as autoridades tanto da Igreja Católica como Protestante não se manifestam a respeito do diabo e da sua habilidade para invadir os humanos. Sacerdotes e ministros excessivamente zelosos - e até exorcistas leigos - criaram graves problemas nas mentes frágeis daqueles que diagnosticaram como estando possuídos pelo demónio.

Cada diocese católica tem um sacerdote responsável pelo exorcismo apesar de manterem um grande segredo em relação ao que na realidade fazem. Sabe-se que, em 1982, o Papa João Paulo II executou um exorcismo a uma mulher jovem, mas o Vaticano recusa-se a fornecer mais pormenores ao mundo. Todavia, o padre Gabriele Amorth, o principal exorcista de Roma, insiste que «a Igreja nunca teve dúvidas de que o diabo existe. Hoje, a nossa linguagem pode ser mais discreta, mas a ideia permanece a mesma».

Para dar uma escala a esta afirmação, o padre Amorth revelou que das 50000 pessoas que o foram consultar, só 84 eram genuínos casos de possessão. Os exorcistas católicos legítimos afirmam ter visto os seus «pacientes» levitar até ao tecto, vomitar pregos, cacos de vidro e peças de equipamentos de rádio, exibir uma força extrema e ficarem paralisados. Outros alegados efeitos dos exorcismos incluem diarreia, cuspidelas, vómitos e objectos voando pelos ares.

Também os anglicanos treinaram exorcistas que têm de trabalhar de acordo com regras estritas estabelecidas em 1975. Em parte, essas regras surgiram por causa de um marido que assassinou a mulher em 1974 depois de uma sessão de exorcismo à meia-noite, numa igreja paroquial do Yorkshire. No julgamento, a defesa afirmou que o homem agira num ataque de loucura incitado pelo exorcismo oficiado por um vigário da Igreja de Inglaterra, por um ministro metodista e pelas respectivas esposas.

Contudo, o sistema de exorcismos tem estado aberto a abusos e o cónego Dominic Walker, presidente do grupo de estudos da Libertação Cristã - monitor oficial da Igreja para os exorcismos - admite que os exorcistas não treinados constituem uma grande preocupação. Algumas pessoas alegadamente possessas chegaram a ser espancadas quando os exorcistas tentavam expulsar os demónios dos seus corpos. Uma infeliz mulher foi obrigada a permanecer num quarto fechado contra a sua vontade, e ficou cada vez mais assustada e histérica não por causa dos demónios, mas sim com o que tentavam fazer-lhe.

Uma mulher de 56 anos das Midlands foi informada pelo vigário local de que se encontrava infestada por mais de 100 demónios, teve um colapso e acabou por perder o emprego como gestora numa companhia de seguros.

«Costumava segurar-me - com a ajuda de outros -, e gritava-me, ordenando aos espíritos malignos que abandonassem o meu corpo. Agora, já não acredito em demónios. Tornei-me agnóstica. Nunca mais entrarei numa igreja. Senti-me violada emocionalmente.»

Outra vítima de um «ministro da libertação» foi uma mulher de 50 anos, exorcizada por leigos duas vezes por semana durante quase um ano, tudo com a aprovação do vigário local. «Fizeram-me uma verdadeira lavagem ao cérebro. Só podia ver certos programas de televisão e ler certos livros, pois caso contrário, tal como me disseram, receberia demónios dessas coisas.» A mulher teve um colapso e passou cinco semanas num hospital."

 

História do sobrenatural

Karen Farrington

publicado por bonecatenebrosa às 13:08
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 11 de Dezembro de 2007

É por uma boa causa

Ao que parece, um padre do concelho de Barcelos quer que os crentes lhe paguem um dia do salário mensal, deixando de ministrar os sacramentos a quem não o fizer e aplicando multas àqueles que se atrasarem a efectuar os pagamentos.

A população passou-se! Alguns dizem que há reformados que passam fome e não têm luz eléctrica. Outros têm medo que as criancinhas fiquem por baptizar e os mortos por enterrar.

E agora pergunto eu: haverá aqui alguma dificuldade no estabelecimento de prioridades? E respondo: sim!

Primeiro quero chamar a atenção para uma coisa: não vão nas conversas dos padres. Não caiam na esparrela de eles dizerem que conhecem a palavra de deus porque a palavra de deus é ambígua como o caraças. Mesmo que não fosse, tanto quanto me lembro da catequese (sim, tempos amargos), quando deus quer mesmo falar com alguém, não precisa de mensageiros nem de intérpretes, vai lá e fala. Dizem que fez isso a um gajo quando ele andava pelo deserto e a outro num monte...

De qualquer modo, daquilo que percebo, deus não exige um dízimo para si porque se auto-intitula dono de tudo o que existe, mas recomenda o pagamento de dízimos a funcionários, sacerdotes, pobres, viúvas e órfãos. Ora, isto engloba praticamente toda a população portuguesa, com excepção de políticos, o Belmiro de Azevedo e o Jardim Gonçalves. Assim sendo, também eu posso andar aí pelas ruas a pedir o dízimo. A questão que se põe é: será alguém suficientemente estúpido para mo pagar?

Portanto, a meu ver, o padre pode pedir e ameaçar o que quiser. Quem tiver fome, mande-o passear e vá comprar comida. Quem quiser baptizar o bebé, mande-o passear e vá ao rio fazer como João Baptista (que não era padre porque na época ainda não havia padres) e quem quiser ser enterrado (ideia interessante) ou enterrar o seu familiar defunto (convém que assim esteja), faça-o de forma não religiosa. Agora, por via das dúvidas, não deixem o padre chegar-se perto das criancinhas, não vá ele querer que lhe paguem em géneros aquilo que não for pago em euros...

publicado por bonecatenebrosa às 12:32
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2007

Mais vale ir à feira

Ao que parece o programa "O Preço Certo" vai continuar por mais dois anos. Aaaahhhhh!!!!! Desespero, desespero, desespero...

Bom, agora que já me consegui acalmar, pensando que poderia ser pior se se tratasse dos Malucos do Riso, lembrei-me de uma coisa que poderia apimentar ainda mais o programa. Punha-se de parte todas as etapas que existem até agora e ia-se directamente à questão chave: quem (concorrente ou junta de freguesia) é que consegue mandar mais presentes (ou subornos) ao apresentador?

Um prémio especial iria para aqueles que levassem comida pouco saudável. Se o Fernando Mendes tivesse uma indigestão e o programa tivesse de ser cancelado, isso sim, era serviço público!

publicado por bonecatenebrosa às 12:59
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 9 de Dezembro de 2007

Putas e vinho verde

Conheci uma pessoa que dizia que para manter um português feliz bastava que houvesse putas e vinho verde.

No caso do nosso primeiro ministro, não sei se ele gosta particularmente de putas e não sei se ele consideraria o vinho verde "porreiro". Parece-me que ele prefere acções megalómanas e inúteis, como a cimeira Europa-África que, vendo bem, não serviu para mais do que levar uns quantos gajos a assistir a espectáculos musicais, dar-lhes boa comida, pô-los a dormir nos melhores hotéis e criar algumas polémicas em redor dos direitos humanos, dos quais ninguém parece querer de facto saber.

A única coisa inteligente que eu ouvi dizer na cimeira veio da boca do presidente Cabo-Verdiano que diz que os problemas em África já não são resultado do colonialismo, mas sim da má governação posterior.

De resto, alguém há-de vir dizer que a cimeira foi "porreira" e talvez "baril" e "bué de fixe". Se me apanharem em coma profundo, pode ser que eu acredite...

tags:
publicado por bonecatenebrosa às 15:07
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2007

6.ª Sobrenatural - "Uma mulher voluntariosa"

"A jovem que servia como soldado no Exército Vermelho da Rússia sentia-se enfastiada. Enquanto combatia na frente, com a idade de 14 anos, fora ferida pelo estilhaço de uma granada alemã nos finais da II Guerra Mundial. A sua recuperação estava a tornar-se extremamente lenta.

«Estava um dia muito aborrecida e irritada - recordou mais tarde Ninel Kulagina - Dirigi-me a um guarda-louça, quando subitamente um jarro de deslocou até à beira da prateleira, caiu e se fez em pedaços.»

Outros factos similares se verificaram - portas que se abriam e fechavam e louça que se movia sobre as mesas, tudo sem qualquer intervenção humana visível. A princípio, Ninel pensou nos Poltergeister, espíritos travessos que, por vezes, atormentam os seres humanos, especialmente jovens adolescentes. Mas sentia que a força que fazia mover os objectos procedia de si mesma, e não de qualquer elemento exterior.

Começou a praticar a concentração e assim aprendeu a aplicar o seu poder. Um dos primeiros cientistas cujo interesse despertou foi Edward Naumov. Esvaziou sobre um banco uma caixa de fósforos e a jovem apertou as mãos uma de encontro à outra sobre eles, tremendo com a tensão. De súbito, todos os fósforos se moveram conjuntamente para a extremidade do banco, caindo depois no chão um a um.

Seguiram-se muitas outras experiências e produziram-se mais de 60 filmes mostrando Ninel em acção. Na experiência porventura mais notável que foi filmada foi partido um ovo cru para o interior de um recipiente de vidro contendo uma solução salina. Por meio de uma concentração intensa, a jovem separou a clara da gema e bateu-as à parte, embora se encontrasse a mais de 1 metro de distância do recipiente.

Os instrumentos ligados a Ninel revelaram que a jovem se encontrava sob considerável tensão emocional e mental.

O Dr. Genady Sergeyev, que dirigiu a experiência, mediu também a intensidade do campo electrostático que a rodeava. No momento em que a jovem começou a separar a clara da gema, o campo começou a oscilar à razão de 4 ciclos por segundo.

O Dr. Sergeyev deduziu que essas vibrações actuavam como ondas magnéticas. «No momento em que se produzem, essas vibrações de ondas magnéticas determinam que o objecto sobre o qual Ninel se concentra actue como se tivesse sido magnetizado, mesmo sendo antimagnético - declarou ele. - Assim ela consegue atrair ou repelir o objecto em questão.»"

 

O grande livro do maravilhoso e do fantástico

Selecções do Reader's Digest

 

Observação: No final da guerra, tendo uma miúda com poderes telecinéticos que podia re-direccionar balas, bombas, granadas, aviões, navios e tanques, andam a brincar às casinhas, a separar a gema do ovo? Tansos! E porque raio é que dizem que ela era voluntariosa? Puseram-na a cozinhar à distância para os outros feridos? Ai ai...

publicado por bonecatenebrosa às 11:28
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007

O drama, o horror, a tragédia

Para quem não sabe, a frase que o Artur Albarran queria usar inicialmente era "o medo, o terror, a escuridão" mas depois achou que eu podia acusá-lo de plágio e mudou de ideias.

Indo ao que interessa, sugiro que o povo do Zimbabwe se prepare. É que o nosso bem amado primeiro ministro está a ter a oportunidade de se encontrar e conviver com algumas figuras peculiares do panorama político internacional, entre as quais está Robert Mugabe. Espero que não existam tradutores por perto ou que eles se embebedem antes de começarem a partilhar experiências sobre as políticas que usam nos respectivos países.

Sim, eu admito que tenho medo! Tenho muito medo que o Mugabe aprenda alguma coisa com o Sócrates. É que a última coisa que o povo do Zimbabwe precisa é de ter um presidente que veio a uma cimeira para aprender formas mais discretas de desrespeitar os direitos humanos. Pior do que violar os direitos humanos de uma forma clara e inequívoca, criticada por todos, é fazê-lo pela calada a pretexto de tudo e mais alguma coisa e ainda ser aplaudido por alguns.

publicado por bonecatenebrosa às 20:28
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 4 de Dezembro de 2007

Sabem onde há gajas boas? É aqui!

Eu adoro pôr estes títulos que fazem disparar as entradas no blog ao convencerem os tarados que andam pela net à procura de sexo de que vão encontrá-lo aqui! Desculpem lá o engano mas, já que cá estão, aproveitem para ver este vídeo sobre as mulheres na arte.

http://www.youtube.com/watch?v=nUDIoN-_Hxs

Depois, se quiserem ver as gajas boas mais de perto, vão a um museu.

tags: ,
publicado por bonecatenebrosa às 14:22
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2007

Passar de virgem a vaca

A família comia tranquilamente quando, de repente, a filha de 10 anos comenta:
- Tenho uma má notícia... Já não sou virgem! Sou uma vaca! - E começa a chorar, visivelmente alterada, com as mãos no rosto e um ar de vergonha.
Silêncio sepulcral na mesa. De repente, começam as acusações mútuas: 
- Isto é por tu seres como és! - Diz o marido à mulher - Por te vestires como uma puta barata e te arreganhares para o primeiro imbecil que chega aqui a casa. Claro que isso tinha que acontecer, com este exemplo que a menina vê todos os dias! 
- E tu? - diz o pai apontando agora para a outra filha de 25 anos - Que ficas no sofá a lamber aquele palhaço do teu namorado que tem pinta de chulo. Tudo à frente da menina!

A mãe não aguenta mais e retribui, gritando:
- E quem é o idiota que gasta metade do salário com putas e se despede delas na porta de casa? Pensas que eu e as meninas somos cegas? E, além disso, que exemplo podes dar se, desde que assinas esta maldita TVCabo, passas todos os fins de semana a ver pornografia de quinta categoria e depois acabas na casa de banho, aos gemidos e grunhidos?
Desconsolada e à beira de um colapso, a mãe, com os olhos cheios de lágrimas e a voz trémula, pega ternamente na mão da filhinha e pergunta baixinho:
- Como foi que isso aconteceu, minha filha?
E, entre soluços, a menina responde:
- A professora mudou o meu papel no presépio! A virgem agora é a Vanessa, eu vou fazer de vaquinha.

publicado por bonecatenebrosa às 14:13
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Domingo, 2 de Dezembro de 2007

Homens seguros da sua sexualidade... seja ela qual for

Se achavam a Rhianna sensual, vejam isto:

http://www.youtube.com/watch?v=E0WRk30HLnQ

publicado por bonecatenebrosa às 12:32
link do post | comentar | favorito
Sábado, 1 de Dezembro de 2007

Caso de internamento

Admira-me como as pessoas com tempo e dinheiro arranjam sempre maneira de fazer coisas estúpidas e aqui fica um exemplo disso:

http://www.youtube.com/watch?v=Xz7_3n7xyDg

As que têm um bocadinho de tempo e pouco dinheiro, limitam-se a encontrar o que os outros fizeram e a divulgar nos seus blogs...

publicado por bonecatenebrosa às 14:32
link do post | comentar | favorito

.Eu, eu e mais eu

.Perdidos e achados

 

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
16
20
22
25
26
29
30

.Posts saídos do forno

. 6.ª Sobrenatural - "O euc...

. O fundo pode descer um po...

. Acto de terrorismo

. Duas questões para reflec...

. 6.ª Sobrenatural - "Levit...

. A solução para os problem...

. Dá-me o computador!

. Olha a novidade...

. Já não me metia com eles ...

. 6.ª Sobrenatural - "Quand...

.Posts já maduros

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds

.Para onde vos mando