Sábado, 19 de Julho de 2008

In(coerências)

Recentemente dei por mim a estranhar o silêncio da associação SOS Racismo e de outras com objectivos semelhantes. Seria de esperar que se pronunciassem a propósito dos incidentes ocorridos no Bairro da Fonte em Loures, uma vez que houve uma nítida componente racial.

No entanto, e mais uma vez, salta à vista que só se considera a existência de discriminação/racismo quando há um grupo opressor constituído por brancos e um grupo oprimido constituído por elementos de outras etnias. Quando surge uma situação deste tipo em que duas etnias, ambas consideradas minoritárias, se envolvem em confrontos, estes já não são considerados como tendo um carácter racial. O que leva à constatação (óbvia para mim mas possivelmente nova para outras pessoas) de que os grupos de raça branca são discriminados porque são vistos como os únicos que praticam discriminação.

Mudando um pouco de tema, gostava de perceber quais são os critérios das autarquias para a atribuição de habitações. Neste momento, já não estou a fazer considerações raciais. Pouco me importa se as pessoas a quem são atribuídas casas e subsídios são brancas, pretas, ciganas ou marcianas.

O que me faz confusão é que há pessoas que toda a vida trabalharam e, chegando a velhas, recebem uma reforma que mal dá para comprar os remédios, vivem no último andar de prédios sem elevador, com a madeira carcomida pelo caruncho, goteiras e humidade. Há jovens que passam anos à procura do primeiro emprego, tendo de viver na casa dos pais até terem meios de subsistência. E depois há pessoas que ganham casas do Estado.

A estranheza aumenta quando se vê que estas pessoas têm corpo para trabalhar, têm dinheiro para comprar armas e têm disponibilidade para se envolverem em tiroteios. E o Estado, em vez de lhes dar a morada devida que era a prisão, dá-lhes casas e subsídios. Como se pode concluir, este é um Estado que premeia criminosos, pelo que não é de estranhar os ordenados, reformas e benefícios atribuídos àqueles que ocupam ou ocuparam cargos de chefia.

publicado por bonecatenebrosa às 11:25
link do post | comentar | favorito
|

.Eu, eu e mais eu

.Perdidos e achados

 

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
16
20
22
25
26
29
30

.Posts saídos do forno

. 6.ª Sobrenatural - "O euc...

. O fundo pode descer um po...

. Acto de terrorismo

. Duas questões para reflec...

. 6.ª Sobrenatural - "Levit...

. A solução para os problem...

. Dá-me o computador!

. Olha a novidade...

. Já não me metia com eles ...

. 6.ª Sobrenatural - "Quand...

.Posts já maduros

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds

.Visitas

Counter
Free Counter

.Agora estão cá quantos?

online

.Eu vim de longe...

.Para onde vos mando