Sexta-feira, 4 de Janeiro de 2008

6.ª Sobrenatural - "O sonho de Lincoln"

"Raras vezes são consideradas dignas de crédito as afirmações de pessoas que asseveram que os seus sonhos se tornam realidade. E mesmo quando, em 1863, o presidente Abraham Lincoln previu em sonhos a sua morte, esta visão não foi imediatamente tomada a sério pelos seus colaboradores.

Lincoln contou o seu sonho a um amigo íntimo, Ward Hill Lamon, que, nessa mesma noite, registou por escrito as palavras do presidente.

«Há cerca de dez dias deitei-me muito tarde... e em breve comecei a sonhar. Parecia haver uma quietude de morte à minha volta. Depois ouvi soluços abafados, como se houvesse muita gente a chorar. Levantei-me e desci as escadas.

Lá em baixo o silêncio era quebrado pelo mesmo soluçar impressionante, embora quem quer que chorasse permanecesse invisível. Fui de sala em sala. Não encontrava vivalma, mas continuava a ouvir chorar. Sentia-me confuso e alarmado... resolvido a descobria a causa de um estado de coisas tão misterioso e tão desconcertante.

Continuei até chegar à sala Leste, onde se me deparou uma terrível surpresa. Em torno de uma urna, na qual jazia um cadáver em traje funerário, um corpo de soldados formava guarda e apinhava-se uma multidão compacta; algumas pessoas olhavam tristemente o corpo, cujo rosto estava coberto, enquanto outras choravam comovidamente.

- Quem morreu aqui na Casa Branca? -, perguntei a um dos soldados. - O presidente - respondeu-me. - Foi morto por um assassino.»

Cinco dias após este relato, a 15 de Abril, Lincoln foi morto a tiro por John Wilkes Booth, no Teatro Ford, em Washington. O seu corpo foi levado para uma câmara ardente na sala Leste da Casa Branca."

 

O grande livro do maravilhoso e do fantástico

Selecções do Reader's Digest

 

Observação1: Peço desculpa aos fãs da 6.ª Sobrenatural pela demora em colocar este post, mas nesta semana tenho andado assoberbada em trabalho. De qualquer modo, ainda que o dia já esteja a acabar, continua a ser 6.ª feira.

Observação2: Não admira que as paranóias dos presidentes americanos não sejam levadas muito a sério nem mesmo pelos seus colaboradores. Devem ser tantas que, ao fim de algum tempo, já ninguém acredita. Para alguns, é a ideia de que vão ser assassinados. Para outros, são as armas de destruição em massa no Iraque.

Observação3: Verdadeiramente sobrenatural é a possibilidade de os EUA virem a ter um presidente negro. Sempre gozei com a série 24 pela falta de realismo desse aspecto mas vou ter de me retractar. Não tenho nada contra, muito pelo contrário, entre o Obama e os republicanos, até lhe estendia uma passadeira vermelha. Mas mesmo assim, que é sobrenatural, é!

publicado por bonecatenebrosa às 23:13
link do post | comentar | favorito
|

.Eu, eu e mais eu

.Perdidos e achados

 

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
16
20
22
25
26
29
30

.Posts saídos do forno

. 6.ª Sobrenatural - "O euc...

. O fundo pode descer um po...

. Acto de terrorismo

. Duas questões para reflec...

. 6.ª Sobrenatural - "Levit...

. A solução para os problem...

. Dá-me o computador!

. Olha a novidade...

. Já não me metia com eles ...

. 6.ª Sobrenatural - "Quand...

.Posts já maduros

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds

.Visitas

Counter
Free Counter

.Agora estão cá quantos?

online

.Eu vim de longe...

.Para onde vos mando